Preciso que chova, preciso que o mundo derreta,

que caia sobre mim o que resta de sua pureza,

me fazendo mais humano, mais dono de mim.

 

Preciso que chova,

que mesmo na inundação o fogo não apague,

e me faça ver que nada sem perseverança é possível,

que me faça superar qualquer minúscula dor.

 

Preciso que o sol nasça,

me deixe viver mais um pouco,

mais uma inexplicável manhã ou

um dia sem tantas expectativas.

 

Que chova, que faça sol, que não se programem,

não me deixem pensar no amanhã,

não me deixem esmorecer pequena.

Quero alma grande para o corpo já crescido e

mais uma noite sem dormir.

 

 

By KarolMelo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s