Poesias#107 – Sem perceber

Meu mundo se repete na irrelidade de seu ser, talvez, mera conhecidencia seja, sonhar estando acordado, vidrado, acuado, mentindo para si. Sorrio do modo mais singelo, escondo meu tédio, as agonias para mim. E é sem perceber que tudo sempre se repete, o medo, a falta de ar, as manias, as feridas, meu jeito de …

Anúncios

Poesias#106 – Teu abraço

Julga-me, pois teus lábios não me encontraram em uma só vez, tende a desentender cada gotícula de som de minha boca, Prende-me como num último adeus, aquele que não há retorno, Chora, pois sem nem ao menos me procurar, lamenta-se o dobro.   Em teu abraço carinhoso, choroso da despedida eu entendo que sou aquela …

Os últimos dias…

Olá! Venho com um pedido de desculpas por estar um pouco sumida do blog. A inspiração para as poesias não se anda perdida, mas sim muito ácida e sinto que para que o próximo ano venha com mais sentimentos bons, vou evitar essas por enquanto. Desabafo (inho): Eu amo essas comemorações de fim de ano, …

Leituras e o que já fiz…

Hoje, olhando a timeline no Facebook, vi uma tabelinha da leitura 2018, feita pela Livros em Órbita e achei muito interessante. Aliás, antes nunca tinha conseguido completar tantas coisas, e vendo isso estou me sentindo grata por estar no mundo da leitura. São pequenas coisas que fazemos, mas se notadas, parecem ouro♥ Então vamos lá. …

Mudei e sempre mudarei

É cada passo dado sem olhar o chão, que sentir o redor como surreal já não é mais segredo. Não paramos mais para prestar atenção, para sentir de verdade. Cada mudança parece vir para partir no meio aquilo que se demorou muito, muito tempo para ser construído, então dói demais saber que não existirá mais. …

Ao redor

Hoje esqueci uma das chaves enquanto saia para trabalhar, tive que reabrir o portão ao qual em todos os dias, sem exceção o abro e fecho apenas uma vez antes do almoço. Isso fez quebrar parte de mim. Percebi o que já notava a algum tempo, mas que agora pareceu muito mais nítido: Eu não tenho …

CirculAndo DeJáVu

É como se a cada passo para frente, dez para trás são dados e nesses segundos de pensamento não há mais nada em que se pensar, entende? É como se a inercia me tivesse tomado conta, tivesse congelado minhas ações até que de alguém mais poderoso viesse o empurrão. Talvez como um pêndulo velho de …